Marjolein |  Holanda | 33 anos

Conheci a Marjolein no Laos, no passado mês de Maio, a viajar sozinha também. Começámos a falar na fila para o avião com destino a Luang Prabang, Laos, em Hanoi e foi amizade à primeira vista 🙂

Não podia deixar de partilhar as suas histórias e palavras convosco. Espero que seja mais um empurrãozinho rumo ao primeiro passo para concretizarem essa viagem!

Viajar Sozinha - Entrevista Marjoleine

A Marjolein é a que está à frente! A turista de câmera na mão sou eu 😉


Jo: Lembras-te do dia em que decidiste viajar sozinha?

Marjolein: Sim, lembro-me! Não estava verdadeiramente feliz com o meu emprego nem muito feliz com o meu namorado… Então decidi despedir-me, terminar com o meu namorado e fazer o que me faz verdadeiramente feliz: viajar.

Houve 2 motivos para a decisão de viajar sozinha: primeiro o facto de eu ter imenso tempo livre (uma vez que me tinha despedido do meu emprego) mas de nenhum dos meus amigos ter o privilégio de ter tanto tempo livre como eu para viajar, e o segundo motivo teve a ver com uma necessidade de terapia. Por natureza sou extremamente organizada e gosto de planear tudo, mas o meu objectivo para esta viagem era não planear nada, ir com a maré e confirmar a mim mesma que tudo correria bem mesmo sem planeamento e organização. E de forma a poder experienciar isto a 100% eu teria de viajar sozinha.

Ah, e houve um 3º motivo: eu adoro conhecer novas pessoas, de diferentes culturas, e quando viajas sozinha é muito mais fácil conhecer novas pessoas porque estás mais aberta a isso. Tens de estar mais aberta. E é tão fácil estabelecer contacto com outros viajantes a solo. Todas as pessoas gostam de conversar e de partilhar as suas experiências, por isso é certo que encontrarás alguém com quem falar  ou eles vão-te encontrar a ti.

Viajar Sozinha - Entrevista Marjoleine

Kuang Si Waterfall – Luang Prabang (Laos)

Jo: Onde foste e por quanto tempo? 

Marjolein: Viajei durante quase 10 semanas. A única coisa que organizei foi um voo para Ho Chi Minh, Vietname, um sítio para ficar durante as 2 primeiras noites e o meu voo de regresso para Bangkok, na Tailândia. Nessas 10 semanas passei pelo Vietname, Laos, Cambodja e um pouco da Tailândia.

Viajar Sozinha - Entrevista Marjoleine

Jo: Existiram alturas em que tiveste dúvidas quanto a viajar sozinha ou sentiste-te sempre confiante e decidida? 

Marjolein: Sempre me senti confiante quanto à minha decisão de viajar sozinha. Estava muito ansiosa por conhecer novas pessoas, novos lugares, novas culturas. E a melhor forma de o conseguir é viajando sozinha.

Viajar Sozinha - Entrevista Marjoleine

Jo: Para ti, qual é a melhor coisa de viajar sozinha?

Marjolein: Para mim é a liberdade que tens. Podes fazer o que queres, quando queres. Não tens de te comprometer com nada.

Jo: Alguma vez te sentiste insegura ao viajar sozinha? O que aconteceu? 

Marjolein: No primeiro dia, logo após ter chegado a Ho Chi Minh, senti-me um pouco insegura. Como conhecer pessoas e onde conhecê-las eram as perguntas que me passavam pela cabeça. Mas quando decidi ir jantar sozinha, outro viajante a solo que estava num computador no hostel começou a falar comigo e após 5 minutos decidimos ir jantar fora juntos. E foi assim que me apercebi o quão fácil é conhecer alguém e deixei de me sentir insegura.

Jo: Fala-me de 1 ou 2 das tuas melhores memórias enquanto viajavas sozinha. 

Marjolein: Posso contar-te 1000 histórias fantásticas! Mas uma boa memória que tenho é de Phong Nha, Vietname. Esta é uma zona de grutas maravilhosas. Tinha conhecido uns rapazes uns dias antes e encontrámos-nos novamente em Phong Nha. Eles queriam alugar uma scooter no dia seguinte para explorar a área e visitar uma gruta e convidaram-me para me juntar a eles. Por isso no dia a seguir encontrámos-nos novamente, alugámos umas scooters e fomos em direcção à gruta.

O cenário lá é lindo por isso a própria viagem de mota em si já era uma excelente experiência, mas a Gruta “Paradise Cave” que visitámos era realmente fantástica. Depois da gruta os rapazes queriam encontrar um pub de que tinham ouvido falar chamado “O pub com a cerveja gelada”. Este sítio era realmente difícil de encontrar, mas acabámos por encontrá-lo. E apesar de não ser realmente um pub, foi um dos melhores sítios onde estive na minha viagem.  Uma das coisas que tornou a experiência ainda melhor foi o facto de se poder escolher a sua própria galinha para o jantar. E depois de uma hora a apreciar o cenário e a cerveja gelada, enquanto conversávamos com o dono deste sítio fantástico que nos contou como tinha encontrado aquele local, a galinha estava pronta a ser comida. Depois de um pôr-do-sol maravilhoso, seguimos rumo à cidade nas nossas scooters, comigo a ser empurrada por outra scooter porque me tinha acabado o combustível pela 3ª vez naquele dia…

Viajar Sozinha - Entrevista Marjoleine

Outra boa memória que tenho vem da minha estadia em Luang Prabang, Laos. Tinha conhecido uma viajante a solo realmente fantástica de Portugal, no meu voo de Hanoi para Luang Prabang. Decidimos ir tomar um copo num bar onde nos encontrámos com outro viajante a solo do México com quem eu já tinha estado algumas vezes antes no Vietname. Ele tinha acabado de conhecer 2 americanos e acabámos por desenvolver uma química fantástica entre os 5. Por isso na noite seguinte fomos todos beber um copo. No Laos os bares estão proibidos, por lei, de vender álcool após as 24h, mas há um sitio onde podes ir após as 24h que se chama “Bowling Alley“. Muitos viajantes vão lá após essa hora para beber umas cervejas e jogar bowling descalços! Que memória fantástica.

Viajar Sozinha - Entrevista Marjoleine

The amazing 5 at the Bowling Alley (Luang Prabang – Laos)

Viajar Sozinha - Entrevista Marjoleine

Bowling Alley. Luang Prabang (Laos)

Jo: E quanto à pior memória? 

Marjolein: Honestamente, não consigo pensar em nenhuma má experiência. Bem, talvez a última noite antes de voltar para casa. O problema não era propriamente o facto de ter de voltar a casa, mas o hotel em que eu tinha ficado. Tinha reservado um hotel perto do aeroporto porque tinha um voo bem cedo de manhã. Mas este hotel era tão deprimente… Não havia quase ninguém, a comida no restaurante era cara e nem por isso boa e não havia qualquer bar ou algo assim onde pudesse ir depois do jantar. Não foi a melhor forma de terminar uma viagem fantástica.

Jo: O que sentiste quando regressaste a casa? 

Marjolein: Senti-me bem quando voltei a casa. Estava relaxada, tinha acabado de ter uma experiência maravilhosa e estava cheia de energia para procurar um novo emprego.

Jo: Repetias a experiência? 

Marjolein: Sem dúvida!!

Jo: Qual o teu conselho para mulheres que estejam a pensar em viajar sozinhas? 

Marjolein: Pára de ter dúvidas, hesitações ou de ser insegura. A parte mais difícil é a de tomar a decisão de ir, tudo depois é fácil!

Viajar Sozinha - Entrevista Marjoleine

Gostaste do artigo? Então não te esqueças de deixar um comentário abaixo e de seguires o Joland através do Instagram e Facebook!

Links úteis para o planeamento da tua viagem
 Reservar Alojamento:
Para reservas de alojamento uso sempre o Booking ou o AirBnb.

 Reservar Voos:
Para encontrares os melhores voos para as tuas viagens recomendo o Skyscanner.

Seguro de Viagem:
Para te manteres segura em viagem recorre aos seguros da IATI Seguros* ou da World Nomads
* aproveita o desconto de 5% ao reservares através do link acima

 Tours e Atividades:
Para reserva de tours e atividades em vários destinos recomendo a Get Your Guide

  Alugar Carro:
Para alugar carro uso sempre a Rentalcars.com

  Transportes:
Para compra de bilhetes para transportes na Ásia recomendo o 12go.asia ou o Baolau