Yogyakarta,  Indonésia | Guia e Dicas de Viagem

Localizada aos pés do vulcão Mount Merapi, Yogyakarta é considerada a “alma” da ilha de Java, na Indonésia. Um autêntico centro cultural, constantemente preenchido com espectáculos de dança tradicional javanesa, de fantoches de pele (wayang kulit), peças de teatro e outras formas de arte tradicionais, e a única grande cidade cujo principal meio de transporte ainda continua a ser o riquexó.


Alojamento em Yogyakarta

Rumah Zen

Fiquei nesta Guesthouse quando estive em Yogyakarta. Excelente localização numa zona sossegada mas a uma curta distância a pé das principais atracções de Yogya. Excelente ambiente, muito informal e descontraído. Tem quartos privados com wc (onde eu fiquei) mas também um dormitório misto. Vê aqui mais detalhes: Rumah Zen

Para mais opções consulta: Lista de hotéis em Yogyakarta.


O que ver em Yogyakarta

Water Palace (Taman Sari)

Construído em 1765 para o então Sultão do Reino de Yogyakarta, Hamengku Buwono I, o Water Palace (ou Palácio da Água) é composto por 59 edifícios, uma série de lagos artificiais, piscinas e jardins aquáticos. Foi usado, em tempos, como um local de repouso, meditação, refúgio e de defesa. Está localizado a cerca de 2km do Palácio do Sultão.

Yogyakarta

Sultan’s Palace (Kraton)

O Palácio do Sultão é um edifício imponente com uma arquitectura tipicamente javanesa, cuja construção data de 1790. É ainda hoje em dia a residência do Sultão de Yogyakarta. É possível visitá-lo de 2ª a 6ª entre as 8h30 e as 12h30, à excepção das 6as e Sábados em que encerra às 11h30. Fica atenta aos espectáculos de música e dança tradicionais que costumam decorrer aqui.

Yogyakarta

Jalan Malioboro

Em tempos uma avenida cerimonial por onde o Sultão de Yogykarta passava a caminho do Palácio, a Malioboro é hoje em dia a principal avenida da cidade e o local indicado para quem se quer perder um frenesim de compras. As lojas estão abertas até tarde e é habitual haverem vários espectáculos de rua de música ou dança nos passeios da avenida.

Yogyakarta

Praça com as 2 árvores Banyan

Esta praça, localizada em frente ao Palácio do Sultão, faz parte de uma lenda que garante boa sorte a quem conseguir passar no meio das suas duas árvores Banyan, de olhos vendados. É comum verem-se dezenas de pessoas à noite a tentarem a sua (boa) sorte nesta praça.

Yogyakarta

Templo Prambanan

Este é um complexo de templos hindus, dedicados a Shiva,  construídos no séc X, localizado na fronteira entre Yogyakarta e Java Central. Recomendo uma visita ao final da tarde para assistires ao pôr-do-sol, vais ver que vale a pena :). É possível adquirir bilhetes apenas para este complexo de templos, ou em conjunto com o bilhete para o templo Borobodur. Vê mais informações aqui: Borobodur Park.

java-10

Templo Borobodur

Este é considerado o maior templo budista do mundo e está localizado a cerca de 40 km de Yogyakarta. A sua construção data dos séculos VIII e IX, tendo sido recuperado em 1970 pela UNESCO. A forma como foi construído representa a forma como a Cosmologia budista define a concepção do Universo: base, corpo e estrutura superior. Recomendo que adquiras um tour que te permita ir ver o nascer do sol. Vale a pena! Vê mais informações aqui: Borobodur Park.

Indonesia

Vulcão Mount Bromo

O Mount Bromo é um dos vulcões mais visitados na Indonésia. Quem já lá esteve diz que parece um cenário lunar. Em Yogyakarta é possível adquirir uma tour para uma viagem até ao Vulcão Mount Bromo (a opção mais indicada para quem não se quer preocupar com mais nada) ou viajar até lá de forma independente apanhando um comboio de Yogyakarta até Surabaya, um táxi até ao terminal de autocarros de Purabaya, um autocarro para Probolinggo (onde é necessário teres atenção para não seres alvo de um esquema qualquer) e de seguida apanhares uma mini-van até Cemoro Lawang onde passas a noite. Recomenda-se a aquisição de uma tour para no dia seguinte assistires ao nascer do sol no vulcão. Não te esqueças de levar roupa mais quente e uns bons sapatos de caminhada, lá em cima a temperatura baixa drasticamente!

Yogyakarta

Ijen Crater

Outro dos vulcões mais visitados na Indonésia, mas menos turístico do que o Mount Bromo, é conhecido por ter o maior lago acídico do mundo, de cor turquesa, que expele chamas e fogo azul durante a noite (entre a 01h e as 4h) e fumo branco durante o dia. Tenta evitar os fins de semana, altura em que existe uma maior afluência de turistas ao local. É aconselhado que juntes a visita à Ijen Crater à do Mount Bromo.

Yogyakarta


Outras dicas de viagem

  • Em Yogyakarta existe uma loucura generalizada por carros totalmente decorados com neon. Junto à Praça das 2 árvores Banyan, à noite, encontras desfiles de carros destes, cada um mais arrojado que o outro.  São imperdíveis!

IMG_5511

  • Não te deixes enganar por pessoas muito simpáticas que, sem pedires qualquer informação, te tentam encaminhar para um sitio onde vendem “Batik autêntico“.  O mais provável é que sejam falsificações e que estejas a comprar gato por lebre… (O Batik é uma técnica tradicional indonésia de pintura em tecido com recurso a cera)

Yogyakarta


Boa viagem!

Gostaste do artigo? Então não te esqueças de deixar um comentário abaixo e de seguires o Joland através do Instagram e Facebook!

Este artigo poderá conter links de afiliados.

☆ Aproveita o desconto de 5% para seguidores do Joland na compra de um Seguro de Viagem IATI através deste link: Seguro de Viagem IATI ☆ 
➪ Planeia a tua viagem com estes links úteis

Alojamento:
Para reservas de alojamento uso sempre o Booking ou o AirBnb.

Reservar Voos:
Para encontrares os melhores voos para as tuas viagens recomendo o Skyscanner.

Seguro de Viagem:
Para te manteres segura em viagem recorre aos seguros da IATI Seguros* ou da World Nomads
* aproveita o desconto de 5% nos seguros da IATI ao reservares através do link acima

Tours e Atividades:
Para reserva de tours e atividades em vários destinos recomendo a Get Your Guide

Alugar Carro:
Para alugar carro uso sempre a Rentalcars.com

Transportes
Para compra de bilhetes para transportes na Ásia recomendo o 12go.asia ou o Baolau